Vídeo em e-mail marketing: vale a pena usar?

Vídeo em e-mail

18/04/2020 | Video Corporativo

Vídeo em e-mail marketing: vale a pena usar?

Vídeo em e-mail é um tipo de conteúdo que tem sido o grande destaque, atualmente, no universo digital.

Grandes empresas, como o Facebook, já identificaram como esse formato tem aceitação pelo público e já o posicionam como conteúdos de mais relevância, sobretudo, na rede social.

Mas e quando se fala de e-mail marketing, vale a pena usar vídeo? Quais são as vantagens?

Mais retorno e aceitação pelo vídeo em e-mail

Pesquisas indicam que as pessoas tendem a responder e interagir mais com o e-mail recebido quando este vem com um vídeo.

Isso se deve ao fato de que o e-mail se torna mais atraente e apresenta um conteúdo mais rico para o leitor.

Ainda, com o vídeo é possível tornar assuntos mais divertidos e acessíveis, sobretudo, com linguagem mais informal e menos empresarial.

Isso facilita bastante o formato de e-mail que costuma apresentar uma comunicação mais séria, repetitiva e chata.

Boa prática de SEO

Se o vídeo estiver publicado no Youtube, por exemplo, e linkado em seu site, a cada novo clique sua empresa estará evoluindo no ranqueamento do Google.

Com o tempo, a empresa crescerá em relevância e se tornará cada vez mais autoridade para o assunto que trata, por exemplo.

Quais as melhores práticas para inserir vídeo em e-mail marketing?

Defina os objetivos do seu vídeo em e-mail

Primeiramente, é essencial definir qual é a finalidade do e-mail, o que exatamente ele deseja informar ou qual o tipo de diálogo se deseja construir.

Diante desses objetivos, tenha como foco principal proporcionar conteúdo relevante para os seus leitores.

Ninguém gosta de receber e-mails chatos e sem qualquer finalidade, né?

Desenvolva uma conversa que seja interessante e pense de que forma o vídeo pode agregar valor ou, até mesmo, sobretudo, assumir papel principal nessa comunicação.

Imagem estática com botão “play”

O mais complicado de se inserir vídeo diretamente no e-mail é quanto a velocidade da banda de internet dos usuários, já que o formato deixaria o e-mail mais carregado.

Esse problema, no entanto, pode facilmente ser resolvido com o uso de um frame instigante do seu vídeo e o botão “play” levando diretamente para o local onde o vídeo está hospedado. Solução simples e eficaz!

Use gifs

Os gifs, imagens animadas, são a nova sensação do momento e podem ser amplamente explorados por qualquer nicho de mercado, contudo, basta analisar os momentos de acordo com o que sugerem.

Esse formato já não pesaria tanto o e-mail e gera oportunidades de inovar na criatividade. É uma boa para quem deseja abandonar um pouco a formalidade e desenvolver uma conversa mais amiga e leve com os clientes.

Dê preferência a vídeo em e-mail mais curtos

Na era da informação, todo cuidado é pouco no que diz respeito a excesso de fala. Neste sentido, divulgue vídeos longos apenas em casos que se justifiquem: um conteúdo de aula, cobertura completa de uma palestra e outros similares. Mas no geral, opte por uma comunicação clara, direta e relevante para quem irá assistir. Preocupe-se em resolver alguma dúvida pontual recorrente ou alguma dificuldade aparente sem desvios e falsas promessas.

Neste momento, você pode tanto despertar a curiosidade do usuário para consumir mais dos seus conteúdos, como fazê-lo ir embora e nunca mais abrir outro e-mail seu.

Utilize menos calls to actions

Uma vez que tenha um vídeo no e-mail, evite poluí-lo e confundir o leitor com tantas outras chamadas. Com o seu objetivo principal em mente, seja prático e direto em sua comunicação e no espaço que cria para que os leitores interajam com o e-mail.

Anuncie o assunto do vídeo em e-mail

Se o seu vídeo é informativo e, por si só, já entrega o que a sua empresa tem a dizer, destaque-o logo no assunto do e-mail. Isso despertará mais curiosidade dos leitores que já saberão que aquele não é um e-mail convencional.

Tire o máximo proveito

Embora vídeos tenham custo cada vez mais acessível, é importante tirar o máximo proveito de todos os materiais audiovisuais produzidos.

No e-mail marketing, é claro, não é diferente. Você pode usar no email marketing o seu vídeo de vendas ou o vídeo institucional, por exemplo. Ou o contrário, isto é, use o vídeo que fez para email marketing em uma campanha no Facebook Video Ads e de forma permanente no seu site, e assim em diante.

Uma dica específica para email marketing e que se aplica bastante ao contexto dos vídeos é segmentar sua base de contato e fazer mensagens mais específicas para cada grupo. Ou enviar o mesmo conteúdo com novo título e texto para aqueles que sequer abriram o email original. Práticas assim garantem taxas de abertura e de cliques várias vezes maiores do que um simples envio para toda base, ou seja, por isso podem fazer toda diferença para o sucesso da campanha.

O importante é ter em mente que vídeos são úteis em todas as fases da sua estratégia de marketing, e o uso do email é mais uma delas. Assim, produza vídeos de qualidade e tenha um relacionamento efetivo com as pessoas que te acompanham! O que ainda está esperando?

Preocupe-se com a experiência completa do leitor no vídeo em e-mail

Se você conduz o seu leitor para um vídeo no Youtube, por exemplo, é importantíssimo que essa página do Youtube o receba bem.

Em resumo, confirme se o canal da empresa está com informações atualizadas, revise as descrições dos vídeos, programe vídeos sequenciais para serem assistidos e o que mais for necessário para conduzir a jornada desse cliente em potencial.

Precisa de ajuda para a sua estratégia empresarial de vídeos? Conheça nossos serviços e fale conosco! Será um prazer ajudar 🙂

Leia também:

E-BOOK GRATUITO: O VÍDEO ONLINE EM UM MUNDO COMPETITIVO

Você também vai gostar de ler

Equipamentos_vídeos_institucionais

01.04.2020 | Video Corporativo

Equipamentos para vídeos institucionais: Quais você precisa ter?

Já passou da hora de você investir em um vídeo institucional para o seu negócio, concorda?

Saiba Mais
videos-animados-para-empresas-astronautas

08.08.2019 | Video Corporativo

Vídeos animados para empresas: quando usar?

Mais uma vez, a história se repete: quando se começa a usar vídeos animados na comunicação e no marketing de uma empresa...

Saiba Mais